Olhai os lírios dos campos… Olhai para a sua vida, que é mais perfeita comparando com a de muitos que não tiveram as mesmas oportunidades, as mesmas sortes e os mesmos acasos que você.

Olhai os lírios, as cores, os cheiros e os sabores que tem a vida.

É preciso sensibilidade para sentir amor nas pessoas que fazem parte de nós, enfeitando o cotidiano que é imperdivelmente lindo.

Olhai os lírios dos campos para que a vida se faça melhor.

Olhai os lírios dos campos e olhai para trás para se redimir dos desenganos.

Olhai os lírios e não esqueceis de plantar bondades.

Olhai os lírios no dia a dia e se encante, porque quem não vê sentido nas belezas das primaveras que celebramos, se esquivam de viver.

Olhai os lírios dos campos e se perca nos  encantos dos dias.

Tenha os pés nos campos e não permita que a vida se perca em distrações.

Não permita se sentir seduzido pelo dinheiro, pelo status e pela arrogância.

Se perca nas sutilezas que fazem com que a vida seja leve: as cores das flores, os verdes das plantas, o céu que troca de roupa a todo instante… É preciso olhar piedoso e carinhoso, sensibilidade ao tocar o outro com palavras e ter a capacidade de doar sentimentos para que você floresça.

E, se os lírios estiverem murchos, secos, pálidos, um pouco de água viva sempre convém.

Se você se sente sem vida, sem cor e sem expectativas, apenas levante, caminhe e siga, porque é preciso revigorar as energias para que os dias sejam mais floridos.

Não é fácil inventar sorriso, mas um olhar para o campo, sempre faz bem.

Olhai os lírios e vejam como são belos, tão belos que nem Salomão se vestiria de tal esplendor… Por que não vestimos em possibilidades de nos sentir melhores e sem muitas sombras?

Os lírios amanhecem lindos, mesmo se há céu nublado e chuvas.

E, se nos campos precisarmos correr em busca de paz e felicidade, seja como as crianças que correm para ser livres.

Tenha cuidado com as árvores no caminho, pois essas, muitas vezes, além de enfeitar a natureza, nos intimidam com suas grandezas e obstáculos.

Os lírios também sofrem os obstáculos das tempestades e, quando passa, o sol aparece de novo e eles voltam a exalar vida.

Olhai os lírios!

Olhai as belezas!

Que seu olhar seja sensível aos pequenos detalhes que enfeitam os dias.

Olhai.

Focai.

Rezai… Para que nunca faltem sentimentos, sorrisos e que você possa renovar em todas as estações, porque não tem presente melhor do florescer por longos anos, sem problemas grandes e ressentimentos.

Que os lírios do seu campo entendam que é preciso flores para alegrar, cores para enfeitar e que lágrimas em excesso precisam de cuidados.

Olhai os lírios dos campos… Olhai os amanheceres… Olhai os entardeceres…  Apreciai… Quem não se encanta, se perde em momentos que se perdem no tempo.

Olhai para a vida.

Olhai para o outro sem medir sentimentos e amores.

Floresça…

Por: Simone Guerra

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Simone Guerra
Simone Guerra, mãe, educadora, autora do romance Recomeçar Sem Medo e do blog Entre Palavras e Sentimentos. Amante da Literatura e apaixonada por livros. Recomeçar Sem Medo: http://editoramultifoco.com.br/loja/product/recomecar-sem-medo/ Blog: http://www.entrepalavrasesentimentos.com/