Não vou lhe dizer que mudanças não acontecem, porque estamos em constante transformação. Cada um de nós está num caminho contínuo de evolução, compreensão, coisas diferentes no seu caminho. No entanto, muitas vezes as mudanças que queremos ver nos outros, não virão, pelo menos não no tempo que poderia nos satisfazer.

Certamente gostaríamos que aqueles nos cercam se adaptassem ao que esperamos deles, ou melhor, o que nós preferimos que eles fossem, pois muitas vezes esperamos que eles sejam algo que não é exactamente o que temos, e então acontece o tão indesejado descontentamento.

A verdade é que todas as pessoas tem a sua própria maneira de ser, que é o resultado de inúmeros fatores, de experiências, de influência dos outros, o que você lê, o que você viu, o que trouxe… E muitas vezes acabamos por esperar que a pessoa mude para nos agradar. Mesmo quando as mudanças exigidas, de acordo com nossos critérios, vão fazer dela uma pessoa melhor, melhorar os seus relacionamentos, abrir as suas portas, etc, etc, etc.

Devemos entender que todos são como são, e basicamente a questão é assim: assim como a queremos em nossas vidas, sim ou não?

Se a resposta for sim, então perfeito, se não for, o trabalho é interno, porque mesmo que possamos fazer coisas particulares que possam gerar mudanças no outro, isso não será uma norma.

Quando há algo que não gostamos em alguém, devemos ver até que ponto isso tem um lugar nas nossas vidas, até que ponto podemos influenciar-nos, obviamente, que o efeito que algo externo produz em nós é nossa responsabilidade, mas mesmo sabendo disso, a realidade é que muitas vezes certas coisas acabam por nos afetar intensamente.

O fato sobre as pessoas é que as mudanças ocorrem de dentro, quando há uma consciência e a disposição de fazer as coisas de maneira diferente. As mudanças impostas ou por obrigação não prosperam, normalmente são fachadas, que adotam para a complacência, mas assim que houver a menor pressão, o que de fato está dentro de cada uma delas será exteriorizado.

Então não perca tempo à espera que alguém possa mudar, o nosso tempo é o mais valioso, não o desperdice com frustrações ou decepções, aceite essa pessoa como ele é e se não for possível, marque a distância, porque você será infeliz e você o afetará a tranquilidade para aquela pessoa, que simplesmente não se encaixa em seus parâmetros, mas tem o direito de decidir quem ele quer ser. Se pelo tipo de link você não puder fugir, tente mudar sua maneira de olhar e aprender a ignorar de maneira inteligente.

Isso também funciona muito bem se sentirmos que o que nos une é mais do que o que nos separa.

Mas o que não devemos fazer é manter-se em guerra contra as atitudes que já conhecemos a essa pessoa, que representa um grande esgotamento emocional, o mais provável é que essa pessoa não mude no tempo desejado ou talvez nunca o faça e vamos acabar frustrados, tristes e com muita energia desperdiçada.

Da mesma forma, lembre-se de que estamos todos aqui aprendendo, fazendo o melhor que podemos e que enquanto queremos que alguém aja de forma diferente, outra pessoa pode estar esperando o mesmo de nós, e o mínimo que gostaríamos é respeitar nosso jeito, nossos ciclos e o liberdade de ser exatamente o que somos.

Por: Sara Espejo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS