A guerra contra o plástico está aberta. Ultimamente há uma tendência mundial de eliminar o uso único de plástico das nossas vidas… e como resultado, já existem vários supermercados que não entregam sacos e restaurantes que não entregam caixas desse material, dando preferência ao papel e a materiais biodegradáveis.

Um dos mais impressionantes foi criado por Scott Munguía, um jovem de Monterrey que fabrica utensílios feitos de material biodegradável, como garfos, colheres, facas e canudos feitos de nada menos que resíduos de abacate industrial.

Então, agora esta fruta não é apenas deliciosa e proteica, mas também é bastante útil e amiga do ambiente.

Tudo começou com um projeto universitário, que, como parecia ser uma boa ideia, finalmente uma empresa decidiu criar para vender em mercado. A principal missão é eliminar os utensílios que têm um uso médio de 20 minutos, mas permanecem no ambiente por até 100 anos e, no seu lugar, criam esses utensílios que demoram apenas oito meses para serem degradados.

Embora também poluam, são eliminados do ambiente muito mais rapidamente.

A Biofase, como é chamada a empresa, fabrica entre 300 e 400 toneladas de talheres e canudos por ano, no entanto, quase 80% de seus produtos são exportados para doze países, como Estados Unidos, Espanha, Reino Unido e grande parte América Central.

Sem dúvida, a iniciativa contribuirá com algo para reduzir a poluição dos mares, embora Miguel Rivas, coordenador da campanha dos oceanos do Greenpeace no México tenha assegurado a Verne que, em vez de promover a produção de materiais descartáveis o ideal seria produzir produtos que possam ser reutilizados.

A verdade é que, graças a iniciativas como estas, não veremos estas imagens tantas vezes em todo o mundo:

Embora o ideal seria não ver mais!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS