Nós todos temos claro que com o quanto nós poluímos, a terra tem uma data de validade. Embora não seja breve, em algum momento isso acontecerá. É por isso que vários países estão implementando certas medidas para prevenir e retardar o fim.

Uma delas é a região de Bruxelas, na Bélgica, que, como parte do Plano Climático adotado em maio de 2018, realizará um projeto chamado “Baby Boom”.

A medida começará a ser implementada a partir do ano 2020 e garantirá que, para cada bebê nascido e declarado nos registos municipais, os pais recebam um cartão informando que uma árvore será plantada em nome das crianças.

Embora este tipo de iniciativas já tenham sido implementadas em Lausanne, na Suíça, há 17 anos, estas árvores foram plantadas exclusivamente no território da cidade, ao contrário da iniciativa de Bruxelas, que, segundo o Conselheiro para o Clima de Bruxelas, Benoît Hellings, procura deixar claro que o problema do clima vai além das fronteiras, uma vez que elas irão reflorestar os países do sul.

Mas quanto essa medida ajudará o planeta?

De acordo com os registros, Bruxelas tem cerca de 3.000 nascimentos por ano, então plantando uma árvore para cada um deles, a redução da pegada de carbono pode chegar a 13 toneladas em 12 meses.

É, sem dúvida, uma iniciativa digna de replicação em outros países, porque é hora de nos comprometer com a proteção ambiental e nos esforçarmos para reduzir a poluição.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS