Parece que tudo caminho no sentido correcto, finalmente as pessoas conseguem ter uma mente aberta e aceitar que a beleza tanto pode estar em corpos fininhos como em corpos mais avantajados.

Uma das marcas mais conhecidas a nível mundial, Dolce & Gabbana que foi fundada pelos italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana tem sido uma das marcas vista como um exemplo a seguir por muitas outras empresas do mesmo ramo. Embora durante 2018 muita tinta correu em relação a esta marca e não foi por coisas positivas.

Eles chamaram a Selena Gomes de “feia” e criticaram a influencer italiana Chiara Ferragni porque usava um vestido de uma marca concorrente (Dior). Mas agora, evidentemente, que pretendem contrariar tudo o que se passou o ano passado com novas iniciativas.

A mais recente ideia é deixarem de ter apenas tamanhos para mulheres magras e passarem a ter tamanhos até ao 3XL, ou seja XXXL, algo nunca antes visto em marcas de luxo. Pretendem que os tamanhos estejam disponíveis ainda antes do outono de 2020.

Nos seus desfiles eles já tinham há algum tempo modelos plus size que desfilavam com roupas de tamanho maior. Mas agora já pretendem fazer mais do que isso, e como marca influente que é com certeza irá conseguir mudar a maneira como o mundo vê a moda de luxo.

Talvez muitos de vocês pensem que isto é algo completamente irrelevante, mas para quem está no mundo da moda certamente saberá que os “quilos extras” sempre foi algo que seria negativo e não era sinónimo de beleza, colocando muita pressão sobre as pessoas e sobre o seu estilo de vida. Portanto vermos beleza em qualquer tipo de corpo, permite que a sociedade deixe de ser tão exigente e que nos possamos achar bonitos exactamente do jeito de somos.

Esperamos que as restantes marcas repliquem esta ideia e que possamos acabar com os padrões de beleza existentes, para vivermos numa sociedade onde todos conseguem ser felizes exactamente do jeito que são!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS