Sebastião Duque é um senhor que trabalha como catador de recicláveis e que há 34 anos teve uma iniciativa para ajudar todas as crianças que não tem a oportunidade de estudar. Ele montou uma escola para crianças carentes em Olinda – Pernambuco, e até hoje essas escola continua em funcionamento.

Esta escola chama-se Escola Nova Esperança, e os alunos são filhos de pais desempregados, catadores de lixo e outras famílias com rendas muito baixas ali do bairro.

A escola tem 4 professores, e estes são pagos com o dinheiro que os responsáveis dos alunos que frequentam a escola juntam todos os meses. Cerca de 30 reais por mês. Além disso o material escolar que utilizam, grande parte vem de doações.

Durante 34 anos, esta escola está a fazer história, pois lá já foram alfabetizados centenas de crianças que hoje em dia já estão crescidas e certamente no seu trabalho. Uma professora que trabalha lá há 4 anos, conta-nos: “É quase como um filho. Quase família mesmo”. 

Este homem, Sebastião Duque antes de ser um catador foi palhaço e vendedor de raspadinha de gelo. Para conseguir manter esta escola em funcionamento, ele usa o seu salário que ganha como catador, mas conta tabém com a ajuda de muitos dos ex alunos que passaram por aquela escola. Ele diz que ama as crianças e: “Que Deus ilumine os caminhos delas, dos pais e das mães. Para poder progredir, a gente tem que lutar. Eu vou fazer o que está em minhas mãos”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS