1. Primeiro amor.

Aquele do jardim de infância ou da rua de casa, inocente, simples e sereno. Onde a única preocupação era a hora de entrar pra casa e vocês sorriam mesmo quando o dente caia.

2. Segundo amor.

O segundo é aquele que você acha que está pronto pra viver. Mas ainda é imaturo, inconstante, iludido. Por isso esse é o que dói mais! Pois é o que desmancha as utopias mais reais, que chegou em nosso coração quando tudo era carne osso e amor, e soltou uma bomba destruindo cada partícula de sonho.

Esse é o tipo de amor que a gente leva a vida para se recuperar, parar deixar de sentir falta, de se culpar e aceitar.

3. Terceiro amor. 

Por fim temos aquele último amor, o amor que dá certo! Não igual nos desenhos da Disney, mas sim com problemas, inseguranças, mas sobre tudo, maturidade! Que te leva a entender o outro, a aceitá-lo sem querer mudá-lo e a crescer juntos!

Geralmente nem todos chegam até esse amor, porque pensam que só amar aquele que deu errado. Mas não, no fim o amor sempre dá certo, e se ainda não deu certo é porque não chegou o fim.

Por: Marcos Bulhões

Photos by Unsplash

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS